gocomics.com/nonsequitur

Quem sou eu?

Algumas pessoas definem a própria identidade pela sua profissão, enquanto outras o fazem pelos seus interesses.

O problema é que geralmente se procura uma resposta curta, e ao mesmo tempo precisa, para essa pergunta. Uma resposta dessas não é viável, pois essas duas características são mutuamente exclusivas. A maioria das pessoas prefere uma resposta simples, mesmo que esteja errada. Eu prefiro estar mais próximo da verdade, mesmo que isso signifique um nível maior de complexidade (pra ser honesto, por causa dele).

Mas antes que este texto se torne excessivamente filosófico, vamos ao básico.

  • Sou um físico de formação, formado pelo Instituto de Física da USP. Fiz o mestrado e o doutorado lá também. Quando eu era moleque (para definições livres de “moleque”…) eu queria ser físico teórico. Adolescente é um bicho impressionável e eu estava empolgado com Relatividade Geral. Achei meu espaço na física experimental e atualmente resido no espaço recíproco.
  • Sou também um nerd – embora a definição de nerd seja meio volátil… o que é esquisito já que quando a gente fala em “nerd” as pessoas já pensam em uma certa imagem do que elas acreditam que seja um nerd, geralmente baseada em algum estereótipo que elas viram em algum lugar. “Na minha época” isso seria isto, talvez, mas hoje em dia tá mais pra isto. Desnecessário dizer (mas eu digo mesmo assim), ambos são estereótipos e por isso as pessoas acabam estranhando quando a gente não corresponde ao que elas esperam.
I may not be the fastest
I may not be the tallest
    Or the strongest

I may not be the best
    Or the brightest

But one thing I can do better
     Than anyone else...

      That is

        To be me

— Leonard Nimoy

Minha chave GPG pública.