Adeus Draenor.

Hoje é dia de patch. Finalmente, depois de mais de um ano sem grande coisa, um patch de conteúdo (de verdade) está entrando no World of Warcraft.

A expansão é Legion, e traz de volta a Burning Legion; o grande inimigo do universo Warcraft. Ela primete bastante, com várias melhorias na interface de usuário, uma história muito interessante, upgrades no visual do jogo, uma nova classe, enfim, uma cacetada de coisas.

O que eu não gostei foi do processo de desenvolvimento; é até compreensível que os desenvolvedores do jogo decidam tomar o rumo que bem entenderem, afinal é o jogo deles e eles têm esse direito. Os usuários têm que se acostumar, se adaptar ou trocar de jogo. O problema é a fachada de boa-vontade que eles mostram, sem ter atitudes condizentes. Dizem que querem a opinião dos jogadores, mas aparentemente tudo que fazem com ela é ignorar tudo.

Se vão ignorar, então pra quê ficar fazendo alarde? Pra quê ficar pedindo feedback o tempo todo, se vão ignorá-lo? Simplesmente para usar a paixão das pessoas que amam o jogo para fazer o serviço de um time de testes. O único feedback que lhes interessa é limpar os bugs. Mas os bugs não foram o principal problema, mas sim a jogabilidade, a diversão do jogo.

Para pelo menos uma classe, os hunters, eles disseram “fodam-se”. Assim que a classe foi liberada no alfa, e durante o beta, os fóruns ficaram tomados de comentários, tanto de pessoas que estavam envolvidas nessas fases quanto de gente que prestou atenção nas notícias que apareciam. As mudanças à classe foram criticadas de forma unânime; ninguém gostou delas. Foram muitas, algumas exageradas e outras simplesmente descabidas. A impressão que dá é que destruíram a classe mais popular do jogo. E qual foi a resposta deles a todo o feedback negativo que receberam? Nenhuma.

Nem uma única linha, nem uma única palavra de resposta. Todo aquele feedback, todos aqueles comentários, todo aquele tempo gasto nos fóruns não serviu de nada. Foi tudo sumariamente ignorado, apesar do avisozinho escroto que dizia “estamos ouvindo!” e pedia por feedback.

Sinceramente, estou meio revoltado com a Blizzard. Faz tempo que, apesar do serviço ao cliente deles ser excelente, eles não dão a menor pataca para quem ama seus jogos há tanto tempo.

Espero estar errado, pelo menos em parte, e que a classe esteja ainda divertida. Eu duvido, mas milagres podem acontecer. E, sinceramente, espero que este seja o caso. Se eu perder minha classe preferida, não sei se terei interesse em continuar jogando. Não falo isso pela Blizzard, que apesar de ter perdido uma verdadeira legião de jogadores ainda tem milhões de regulares no WoW. Eles não vão ligar se um único jogador casual sair. Mas fodam-se eles; só não quero me investir mais nesse jogo para não ter mais a ótima experiência que tive nos últimos anos de jogo.

Eu poderia seguir aqui falando de tudo que eles têm feito de errado com WoW, mas sinceramente é muita coisa, eu não saberia entar em detalhes sobre tudo e estou sem saco. Antigamente, eu faria isso, e gastaria umas horas escrevendo este post. No momento, tenho mais o que fazer. Só pretendo entrar no WoW semana que vem, quando voltar de viagem.

Se meu eu do passado por acaso vir este post, sim, este é o ponto a que chegamos. Não, ainda não achei um substituto, e por enquanto ainda estou tentando insistir no WoW, enquanto me engano com Minecraft e joguinhos de facebook.